O que ofusca a sua visão? - Juliana Infurna

Blog Posts

O que ofusca a sua visão?

O que ofusca a sua visão e impede você de enxergar e aceitar a sua realidade?

Já compartilhei com vocês o dia em que criei coragem e rompi com o compromisso que eu havia assumido com a sociedade de “ser uma profissional bem-sucedida no mundo corporativo”. Hoje eu compreendo, admiro e agradeço a perfeição com a qual a Vida orquestrou os fatos, muitas vezes adversos, que acarretaram essa tomada de decisão. No entanto, às vezes me indago, como agora ao escrever este texto, como as coisas teriam sido se eu não tivesse sofrido tanto ou não tivesse sido motivada pelo amor incondicional que uma mãe sente pelo seu filho.

Sinceramente não sei se teria encontrado essa energia e coragem, talvez sim, talvez não… Fato é que minhas crenças e medos eram tão enraizados dentro de mim que tolhiam a minha verdade e se fundiam com a minha personalidade.

Não podia ser diferente, quando crianças nós acreditamos e consentimos com todas as crenças que nos foram passadas. Dia após dia, aprendíamos um conceito de “um tipo certo” de ser humano através da nossa família, sistema educacional, mídia, religião, etc. Também aprendemos a julgar a nós mesmos e aos outros.

E conforme Don Miguel Ruiz lucidamente explica, por conta do sistema de “castigo e recompensa” com o qual educamos nossos filhos, crescemos com o medo de sofrer o castigo e com o medo de não ganharmos a recompensa e atenção daqueles que mais amamos, e logo desenvolvemos a necessidade de captar a atenção de outras pessoas para conquistar tal recompensa e continuamos fazendo o que os outros querem que façamos.

É aí que passamos a fingir a ser o que não somos, apenas para agradar, para sermos suficientemente bons para as outras pessoas, com o medo de sermos punidos ou de não ganharmos a recompensa. Nos tornamos cópias fiéis das crenças de nossos familiares e da sociedade.

Essa é uma das crenças que mais assola a humanidade “eu não sou bom o suficiente”. Seguimos com medo de sermos punidos pela sociedade ao sermos qualquer coisa diferente do que aprendemos a ser e punimos e julgamos a nós mesmos quando falhamos ao ser ou fazer aquilo que esperamos e esperam de nós.

Muitas vezes nos afundamos em vergonha e culpa quando não atingimos aquele ideal – irreal. Nos tornamos vítimas de nossa própria vida, cegos por uma falsa realidade. Passamos uma vida inteira buscando ser amados e aceitos quando não conseguimos nos amar e nos aceitar.

Mais uma vez lhes pergunto: O que vem ofuscando a sua visão impedindo você de enxergar e aceitar a sua realidade?

O processo de reconhecimento e aceitação de nossa realidade é fundamental para qualquer processo de mudança. Aceitar não significa ser passivo ou se contentar com os fatos, significa sair do papel de vítima, rever nossas referências, crenças, formas de agir e estar aberto a mudanças e tomar decisões conscientes nesse sentido.

Afinal…

“Você não consegue mudar o que não consegue encarar”, James Baldwin

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: