Artigo completo com o significado da consciência e regência dos 7 chakras. - Juliana Infurna

Blog Posts

Artigo completo com o significado da consciência e regência dos 7 chakras.

Artigo completo com o significado da consciência e regência dos 7 chakras.

Dedico este Artigo aos meus clientes de Terapia que tanto me ouvem falar de Chakras e a todos que estão trilhando o caminho do autoconhecimento. Conhecer nossa anatomia sutil (energética) é de suma importância na jornada e podemos começar pelos 7 chakras (rodas) principais.

Chakras é tema vasto de estudo, porém, tentarei trazer este conhecimento de forma breve, prática e ao mesmo tempo aprofundada. Aproveitem!

O que são Chakras?

Chakra é uma palavra em sânscrito para “roda”. Tratam-se de vórtices de energia, também conhecidos por “rodas da vida”. Estimam-se que hajam mais de 80 mil chakras pelo nosso corpo, contudo, existem 7 principais, dos mais discorreremos aqui.
Os chakras são portais de consciência que movimentam o fluxo de energia vital (chi, ki, prana) entre os nossos corpos (sim, temos mais de 1 corpo rs). A ativação e o desenvolvimento destes órgãos energéticos estão intrinsecamente relacionados com nosso nível de consciência (o universo é mental).

Sendo assim, ao contrário do que lemos, ouvimos e querem nos vendem: não há como expandir nossos chakras como num passe de mágica. Existem alguns recursos sim (extremamente importantes, que usamos no processo terapêutico), contudo, será a atitude consciente do indivíduo que determinará o desenvolvimento de seus chakras.
Ao final… tudo se resume ao que o Ser faz com a energia que possui ou recebe (atitude).

Algumas escolas orientais dirão que temos 12 ou mesmo 14 chakras principais, porém, vamos focar nestes 7 Chakras aqui dispostos. Cada Chakra terá associação com uma cor, elemento, substância, mineral, assinatura astrológica, partes do corpo, glândulas, órgãos, hormônios, correspondentes (o que está em cima é como o que está embaixo). Todos os chakras estão inter-relacionados, sendo assim, a disfunção de um afetará os demais, logo, o desenvolvimento de cada um deles importa, independente de qual seja.

Os chakras rodam em ambos sentidos, alternativamente, cujo sentido determinará quando está absorvendo e exalando energia. Os chakras possuem uma tela de proteção contra energias negativas, contudo, que podem ser prejudicadas por emoções e pensamentos negativos, causando desarmonia e bloqueios, tornando o corpo energético do indivíduo vulnerável ao ambiente que o cerca. O tamanho e desenvolvimento dos chakras então dependerá então da evolução espiritual do Ser. 

Vamos aos 7 Chakras principais:

Mudlahara (Chakra básico, raiz)

Cor: Vermelha;
Localização: Cóccix;
Dinamização: 0 a 7 anos (sulfúrica), 49 a 56 anos (salina), 99 a 105 anos (mercurial);
Horário de ativação: 06:00;
Serpente: Masculina
Consciência: Mantém o indivíduo ancorado neste mundo. Tem relação com as necessidades básicas, instintos de sobrevivência e com a sexualidade. Relacionado com a capacidade de manifestação, concretização, vitalidade, prosperidade, segurança, independência e determinação. Possui conexão direta com dinheiro por se tratar de um meio de sobrevivência neste mundo atualmente.
Harmonia: Pessoas com este chakra harmonizado terão um senso muito forte de autodeterminação e autoconfiança, que correm atrás e manifestam aquilo que desejam e precisam.
Desarmonia: Quando desequilibrado, gera preguiça e um senso negligente e egoísta em relação a vida. Podem até manifestar aquilo que desejam, contudo sem se importar em como o conseguem. Também traz problemas de autoconfiança e o senso de segurança em relação a vida é abalado, o que podem se manifestar de infinitas formas, sobretudo nas relações interpessoais.
Bloqueio: Quando fechado ou bloqueado, a pessoa terá muita dificuldade de manifestar e seguramente dependerá dos outros para atender suas necessidades básicas. Também preferirá estar em ambientes familiares e se sentirá extremamente desconfortável quando exposta a ambientes e pessoas estranhos a ela, capazes de confiar em poucas pessoas. Pessoas inseguras que buscam constante aprovação alheia. Este chakra é o polo oposto do chakra coronário (coroa), sendo assim, para estar neste planeta, é importante estar com ambos equilibrados. Importante estar com pés bem presos ao chão para alçar qualquer voo na vida.

Swadhisthana (Chakra esplênico)

Cor: Laranja;
Localização: Baixo ventre;
Dinamização: 8 a 14 anos (sulfúrica), 57 a 63 anos (salina), 106 a 112 anos (mercurial);
Horário de ativação: 09:00;
Serpente: Feminina;
Consciência: Busca pelo prazer, criatividade, sonhos, entretenimento. Relacionado com vitalidade, sensualidade e paixões. Responsável pela forma que nos sentimos em relação ao outro, nosso poder de atração, poder pessoal e desejos sexuais.
Harmonia: Uma pessoa com este chakra harmonizado será alguém apaixonado, criativo e divertido. A atividade sexual terá um sentido especial para elas. Sabem se divertir, são naturalmente carismáticos e possuem um magnetismo contagiante. Vivem o momento e não se preocupam com o amanhã.
Desarmonia: Quando desarmonizado, pode haver uma busca incessante pelo prazer, gravitando suas vidas em experiências prazerosas, sem se importar nos efeitos que elas podem causar em suas mentes e corpos, focando somente no prazer momentâneo daquela experiência. Tendenciosas ao vício, hedonismo e luxúria. Viciados em prazer, exemplo: pessoas que estão sempre por dentro de lançamentos de filmes, eletrônicos, frequentadores dos melhores e luxuosos restaurantes e qualquer experiência que traga ecstasy e a sensação exacerbada de prazer pois não conseguem se saciar com o que possuem. Seguem criativos, porém, passam da linha. Aparentemente são felizes, porém, apresentam um senso distorcido de ser “humano” e poderão passar por cima do outro para obter prazer ou “rir por último, para rir melhor” (os fins justificam os meios). Ego distorcido, sempre em busca de mais. Invejam e cobiçam o prazer e poder alheio. Quando desarmônico, o sexo poderá ser tratado como uma commodity, sem envolvimento emocional, pois enxergam sexo como uma simples forma de obtenção de prazer. O sexo inclusive é assunto frequente em suas conversas e pensamento constante em suas mentes. Pode sofrer de masturbação crônica.
Bloqueio: Quando bloqueado, a pessoa carece de criatividade e vitalidade. Não conseguem se divertir e suprime sua energia sexual, que então poderá se manifestar de forma distorcida e pervertida.

Manipura (Chakra do plexo solar, umbilical)

Cor: Amarelo;
Localização: Umbigo;
Dinamização: 15 a 21 anos (sulfúrica), 64 a 70 anos (salina), 113 a 119 anos (mercurial);
Horário de ativação: 12:00;
Serpente: Masculina;
Consciência: Relacionado com a qualidade das emoções e como as digerimos, liderança, verdadeira personalidade, coragem, iniciativa, autocontrole, autodisciplina e autoafirmação. Controla nossos desejos e é receptivo as energias alheias, inclusive negativas.
Harmonia: Quando harmonizado, trará coragem, autoafirmação e forte personalidade. Serão líderes da própria realidade, auto responsáveis e maduros emocionalmente, não havendo necessidade de busca por aprovação alheia.
Desarmonia: Quando em desarmonia, traz necessidade de liderar, dominar e controlar o outro. Podem ser dotados de coragem, porém, acompanhada de orgulho. Falta humildade. O potencial de manifestação existe, porém, de desejos balizados no ego e na satisfação de suas necessidades, simplesmente. Personalidade dominante, arrogante, sem controle emocional e dificuldades de lidar com a raiva.
Bloqueio: Quando bloqueado, traz covardia e falta de iniciativa e liderança. São seguidores e transferem para o outro o seu poder pessoal. Baixa estima, insegurança e incapacidade de realizar. Personalidade fraca, capazes de fazer coisas contra sua verdadeira essência, devido a falta de autoconhecimento. Buscam atenção e validação de sua própria existência no outro. Dificuldade de lidar com suas próprias emoções, normalmente suprimidas por variados subterfúgios.

Anahata (Chakra do coração, cardíaco)

Cor: Verde e rosa. Dourado quando desenvolvido.
Localização: Tórax;
Dinamização: 22 a 28 anos (sulfúrica), 71 a 77 anos (salina), 120 a 126 anos (mercurial);
Horário de ativação: 15:00;
Serpente: Feminina;
Consciência: Quando a pessoa transpassa os desejos balizados no ego, esta consciência se ativa e manifesta todos os desejos que aqui passam a habitar. Acontece a verdadeira Alquimia, onde desenvolvemos a empatia e compaixão pelos seres através do amor. Neste chakra serão travadas as nossas maiores batalhas durante a vida, pois aqui reside nossa capacidade de amar profundamente, porém, também de odiar em igual medida. É o centro dos chakras (Sal), conectando as energias dos 3 chakras inferiores aos 3 superiores. A força interior de um indivíduo é medida neste chakra. Responsável pela nossa capacidade de nos conectarmos com os outros, com a natureza e toda a Criação. Onde desperta-se a responsabilidade pela nossa existência, o “se importar” e o desejo de servir à vida. Podemos fazer uma alusão ao “Transformar chumbo em ouro” dos alquimistas na transmutação das energias densas neste centro de energia, pois quando isso é feito, o Ser torna-se consciente e não mais vibra inteiramente pelos assuntos dos 3 chakras inferiores. Por isso é o chakra mais importante e seu estado influencia os demais. O sexo aqui torna-se uma conexão profunda e divina.
Harmonia: Quando em harmonia, a pessoa transborda amor e afeição, irradiando beleza e compaixão. Possuem poder de auto cura e de cura dos outros. Criam um ambiente de harmonia ao seu redor, trazendo paz e conforto para os que se aproximam. Possuem um forte ímpeto de ajudar ao próximo e não suportam o sofrimento alheio, pois o sentem como se fossem seu (empatia). Pessoas que doam e ajudam, sem pedir nada em retorno, pois o que importa é fazer o que sentem que é certo. Têm muita dificuldade de magoar os outros, sendo assim, por este motivo, muitas vezes aceitam situações mesmo contra sua vontade.
Desarmonia: Em desarmonia, uma pessoa pode até expressar amor e afeição, contudo, ao receber em retorno, rejeitam tais sentimentos. Podem inclusive sentir estranheza diante da manifestação de amor. Demonstram dificuldade de deixar ir pois se apegam muito afetivamente aos outros. Se magoam com profundidade quando o outro não compartilha dos mesmos sentimentos. Guardam muitas mágoas no coração e se ofendem com facilidade. Podem se fazer de vítima com facilidade, têm dificuldade de relaxar e se sentem culpadas quando estão se divertindo. Dificuldade de lidar com perdas, podendo guardar mágoas por anos a fio.
Bloqueio: Quando bloqueado, traz a inabilidade de compartilhar amor com os outros. Se distanciam de situações em que precisem demonstrar afeição e amor, muito pelo medo de uma nova rejeição. Podem parecer pessoas frias, porém, é uma forma de defesa para não serem magoados novamente. Também podem guardar muito ódio em seus corações e o expressarão em suas relações de formas distorcidas. Sentem ódio de si mesmos, mas culpam os outros por não saberem amar, quando na verdade são eles quem não permitem o amor fluir em suas vidas. Não se conectam de forma profunda em suas relações e vivem num constante estado de depressão.

Vishuddha (Chakra da garganta, laríngeo)

Cor: Azul turmalina.
Localização: Garganta.
Dinamização: 29 a 35 anos (sulfúrica), 78 a 84 anos (salina), 127 a 133 anos (mercurial);
Horário de ativação: 18:00;
Serpente: Masculina;
Consciência: Relacionado com nossa capacidade de auto expressão, comunicação com o mundo e alta criatividade (intuída). Como expressamos o que sentimos e pensamos. Permite comunicar as paixões e criatividade dos chakras inferiores, de forma superior (já transmutadas no cardíaco). Expressão dos sentimentos mais profundos (instinto natural). Comunicação autêntica e verdadeira, de forma que conecte qualquer Ser (afim) a esta energia, pois expressa aquilo que se passa no coração. Relacionado com nossa capacidade de ouvir nossa voz interior (intuição). Intuir para comunicar. Sendo assim, tem relação direta com a meditação, pois é preciso intuir, compreender sua missão na vida, para então transmitir essas informações e ser compreendido.
Harmonia: Quando em harmonia, a pessoa consegue se expressar sem medo. Não escondem seus sentimentos e emoções verdadeiras. São honestos consigo mesmos e capazes de expressar suas forças interiores. Falam a verdade. São bons ouvintes. Se comunicam claramente, pois sabem se silenciar e interpretar as informações que recebem do seu coração. Falam com paixão e intensidade. As palavras fluem e soam bem aos ouvidos. Quando dizem não, eles realmente querem dizem: não. Realmente acreditam no que falam. Possuem autoconfiança e livres da dúvida, deixam o seu espírito guiar sua comunicação, independente das consequências e das opiniões alheias, pois compartilham da sua verdade, sendo assim, acreditam que estão fazendo o que é certo. Sabem que todos têm algo a oferecer e honram a escuta.
Desarmonia: Tem dificuldade de expressar suas reais emoções e são inseguras. Parecem falsas e superficiais pois o que falam não tem profundidade. Potenciais mentirosos. Expressam os sentimentos dos outros porque não conseguem falar de si, sendo assim, fazem fofoca. Normalmente falam demais. Não sabem ouvir e consequentemente se comunicar. Não se comunicam com seu corpo e espírito. Não compreendem seus sentimentos e por isso são explosivos assim que sentem algo, ao invés de compreender o que se passa dentro deles. Não se autoconhecem. Expressam falsas características pois ainda estão em busca de si mesmo. Podem até se expressar bem, porém, o fazem para enganar, ludibriar para se dar bem.
Bloqueio: Quando bloqueado, a pessoa não consegue se expressar, muito pelo medo da rejeição e da opinião alheia. São tímidas. Sua voz carece de intensidade. Bloqueiam qualquer forma de auto expressão para se defender. Como não conseguem se expressar claramente pela comunicação, podem se expressar de outras formas, pela arte, poesia, música, etc. Observam o que se passa dentro de si, mas tem dificuldade de expressar pela comunicação. Bons ouvintes de si mesmo e dos outros, porém, introvertidos.

Ajna (Chakra do terceiro olho, frontal)

Cor: Azul índigo.
Localização: Entre as sobrancelhas.
Dinamização: 36 a 42 anos (sulfúrica), 85 a 91 anos (salina), 134 a 140 anos (mercurial);
Horário de ativação: 21:00;
Serpente: Feminina;
Consciência: Manifestação das ideias. Percepção da verdade e de altas percepções. Visão daquilo que está além. Aqui as pessoas costumam achar que estão loucas pois passa-se a viver outra realidade, outra experiência, outra frequência. Alta capacidade mental e de canalização. Intuição profunda. Ideias não-ortodoxas e criativas. Sonhos mais vívidos, capacidades extra-sensoriais, clarividência e capacidade projetiva. Sintetiza as informações do coronário. Sua percepção está conectada a harmonia dos chakras inferiores. As emoções afetam diretamente este chakra.
Harmonia: Buscadores da verdade. Sabem que existe mais na vida do que o que parece. Forte intuição, humilde e pé no chão. Pessoas difíceis de serem enganadas. Pessoas de poucos amigos pois tenderão a se conectar com pessoas que estão na mesma frequência. Alta percepção. Possuem ideias fora do normal, pois canalizam além do mundano e vêem a vida com outros olhos. Sabem que não há coincidências e conseguem interpretar os sinais e sincronicidades. Não há limites no domínio deste chakra, pois a imaginação torna-se o limite.
Desarmonia: Tem alta capacidade mental, mas estão presos na mente racional ou naquilo que pode ser explicado materialmente. Pode ter capacidade extra-sensorial, mas não acredita em seus olhos e buscam uma justificativa racional para tudo. Não vivem o espiritual ou quando vivem, se prendem a religiões e dogmas.
Bloqueio: Não percebem nada fora do tridimensional. Possuem a mente presa numa caixa e estão confortáveis dentro da zona de conforte e lutarão pelo conforto de suas caixas. Não se convencem pois não conseguem enxergar a verdade. Estão cegos e para despertar será precisaro dominar seu eu inferior (chakras inferiores).

Sahasrara (Chakra da coroa, coronário)

Cor: Violeta, Branco.
Localização: Topo da cabeça.
Dinamização: 43 a 49 anos (sulfúrica), 92 a 98 anos (salina), 141 a 147 anos (mercurial);
Horário de ativação: 00:00;
Serpente: Andrógino (encontro das duas);
Consciência: Conexão com as forças divinas. Reconhecimento da nossa real divindade. Mestria de si mesmo. Sentimento de completude e graça. Conexão com o Espírito. Possui conexão direta com o chakra frontal e reconhece a consciência dos demais chakras. União com a Criação, com o Todo. Capacidade de receber informações do cosmos. Sensível as energias.
Harmonia: Pessoa tranquilas, como se tivessem despertos de um longo sonho. Sensação de completude. Se tornam o próprio mestre e o próprio guru. Se tornam um com Deus. Não temem a morte. Vivem a vida como um jogo, uma experiência, desprendimento da matéria. Compreendem que a vida é um sonho, uma experiência necessária de seu Espírito. Uma vez aberto, está aberto. Se não aberto, está fechado.
Bloqueio: Desconexão com o Espírito e o divino. Pessoas que temem a morte, pois não reconhecem o espiritual em si. Sensação de desconexão com a vida e com o Todo, como se algo lhes faltasse. Seguem outros seres iluminados que possuem este tipo de abertura, para que eles tragam esse tipo de "conforto" pois elas não conseguem por si mesmas.

É seguro dizer que a humanidade como um todo ainda trava uma enorme batalha no cardíaco daquilo que ainda habita em seus chakras inferiores. Observamos muitos problemas de base, decorrente de uma dinamização “problemática” nos primeiros ciclos de vida do indivíduo (0-14 anos), o que irá repercutir na vida adulta. 

Contudo, é possível trabalhar na harmornização destes centros de consciência na vida adulta, pelo autoconhecimento e terapias.
Na Terapia Lumni é possível trabalhar no alinhamento dos chakras através de técnicas apométricas em conjunto com a análise.
Na Terapia Alquímica, com compostos alquímicos, usa-se a energia das plantas, flores e metais que vibram na frequência de cada chakra, para efetuar a limpeza e dinamização das serpentes, tanto feminina e masculina. 
Para saber mais sobre as Terapias usadas, clique aqui

O tratamento dos chakras é um recurso importante no processo de autoconhecimento pois ajuda a catalisar a tomada de consciência em busca de atitudes mais conscientes (a cura). 

Para agendar uma sessão comigo, basta me enviar um email: [email protected]

Com amor e até a próxima!

Baixe aqui a versão deste Artigo em .pdf

[PDF] O artigo completo com o significado da consciência e regência dos 7 chakras

2 Comments

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: